EUA dá impulso nas importações de petróleo do Iraque, Nigéria, Brasil e Angola
  • Login / Register
blog entry

EUA dá impulso nas importações de petróleo do Iraque, Nigéria, Brasil e Angola

As refinarias dos EUA aumentaram suas importações de petróleo bruto iraquiano, nigeriano, brasileiro e angolano, com os volumes de maio em dobro em relação aos níveis de abril, mostraram dados da Refinitiv Eikon na segunda-feira.

As importações de petróleo desses países para os Estados Unidos aumentaram, à medida que o suprimento de petróleo do Irão e da Venezuela secou, ??e como a produção reduzida da Opep fez escassos graus de ácidos graxos e até mesmo ácidos médios. 

De notar que o petróleo iraquiano subiu para 600.000 barris por dia em Maio, mesmo a tempo da estação de condução do Verão, segundo os dados do Refnitiv.

Em fevereiro de 2019, os últimos dados oficiais disponibilizados pela Administração de Informações sobre Energia dos EUA atrelaram as importações de petróleo iraquiano aos Estados Unidos em 11,828 milhões, ou cerca de 422 mil bpd.

 As importações da Venezuela para os EUA já haviam caído significativamente em fevereiro, para 6,7 ??milhões de barris no mês, ou 239 mil bpd.

Nigéria e Angola também estão aumentando seus embarques para os EUA em maio, com 420 mil bpd, de acordo com dados do Refinitiv, de 19 mil bpd em fevereiro e de 182,6 mil bpd em janeiro.

As deficiências na produção de petróleo da Venezuela mudaram a face das importações de petróleo dos Estados Unidos, fazendo com que refinarias que anteriormente dependiam do petróleo pesado comprassem em outros lugares, refinarias semelhantes – como Citgo, Valero e Chevron.

Para os clientes da Venezuela, além dos Estados Unidos, como a Índia e a China, as sanções dos EUA ao Irão os pressionaram ainda mais.

 Já em março, os embarques do petróleo venezuelano para a Índia em abril caíram, e agora a Índia ficará ainda mais presa, já que sua fonte de petróleo iraniana está fora da mesa a partir da semana passada, quando a dispensa concedida expirou.

O Irão não reduziu as palavras quando se trata da noção de membros da Opep que estão recebendo a folga do petróleo.

 Na semana passada, o Irão fez afirmações ousadas de que a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos irão “provocar a morte e o colapso da Opep” se preencherem a lacuna deixada pelos barris de petróleo iranianos pela restrição no mercado, lançando críticas aos membros da OPEP que usavam petróleo como arma. 

 

Fonte: O PETRÓLEO

Comentários

Notícias Recentes

SOBRE NÓS

EWYNZA é uma plataforma de notícias, emprego, eventos, serviços, dados e mapas da indústria de oil e gas, Moçambique, ENH, INP, MIREME, Bacia do Rovuma, Pande & Temane, LNG, Sasol, Eni, Anadarko, Exxonmobil, Cabo Delgado, Angoche, Inhambane, CBM. A plataforma Ewynza é gerida e da propriedade da empresa Kelelene - Sociedade Unipessoal Lda. Esta é a única e a mais integrada plataforma que oferece informação actualizada sobre o sector energético (Hidrocarbonetos e Energia) em Moçambique e no mundo. A plataforma é o principal elo de ligação entre as empresas operadoras do ramo, empresariado nacional e força laboral.  

Ler Mais