A demanda de GNL toma estímulo no mundo
  • Login / Register
blog entry

A demanda de GNL toma estímulo no mundo

O comércio global de gás natural liquefeito (GNL) demonstra um estímulo para uma segunda revolução do gás natural, sustentando a mudança para um mercado de gás global mais flexível, resiliente e interconectado, de acordo com a Agência Internacional de Energia (AIE).

Birol iraqDr Birol visitou o presidente iraquiano Barham Salih e outros funcionários do alto escalão do governo para apresentar as descobertas e recomendações do novo relatório da IEA sobre o setor energético do Iraque.

A AIE projeta que 50 países importarão GNL até 2025, contra 10 no início deste século.

 

O Dr. Fatih Birol, director executivo da IEA, analisou estes desenvolvimentos no primeiro Fórum Empresarial de Alto Nível UE-EUA em Bruxelas, ao lado do Secretário de Energia dos EUA, Rick Perry, e do Comissário Europeu da Energia e Clima, Miguel Arias Cañete.

A AIE constatou que a produção de gás natural dos países da OCDE aumentou 7,4% em 2018, em comparação com 2017, atingindo um total recorde de mais de 130 bcm em dezembro. A maior parte do crescimento se originou nos EUA (+ 11,5%), onde a revolução do xisto está transformando a indústria.

Hidrogênio limpo um trocador de jogo

Há um consenso internacional crescente de que o hidrogênio limpo desempenhará um papel crucial na transição do mundo para um futuro energético sustentável, segundo Noé van Hulst, enviado de hidrogênio do Ministério de Assuntos Econômicos e Política Climática dos Países Baixos.

Observando que o hidrogênio é um transportador de energia versátil que pode ser produzido a partir de uma ampla variedade de fontes e usado de muitas maneiras em todo o sector de energia, Hulst comentou que ele poderia se tornar um factor de mudança na sua forma de baixo carbono. Ele destacou os desafios actualmente enfrentados pela sua adopção  generalizada, incluindo os custos de energia renovável e o processo de conversão em hidrogênio.

 

Futuro energizante para o Iraque

A AIE trabalhou em estreita colaboração com os Ministérios do Petróleo e da Electricidade do Iraque para produzir o relatório, o sector de energia do Iraque: um roteiro para um futuro melhor. Birol discutiu o estudo aprofundado, o primeiro da IEA sobre o Iraque desde 2012, em uma conferência de imprensa com Thamir Ghadhban, o vice primeiro ministro da Energia e ministro do Petróleo, e Luay Al-Khatteeb, ministro da eletricidade.

 

O relatório mapeia acções práticas imediatas e medidas de médio prazo para enfrentar os problemas mais urgentes no sector de electricidade do Iraque. Ele também analisa detalhadamente o sector de petróleo e gás do país, projectando que a produção de petróleo do Iraque crescerá 1,3 milhão de barris por dia até 2030, representando o terceiro maior aumento global no período.

 

 

Fonte: OIL REVIEW AFRICA

Comentários

Notícias Recentes

SOBRE NÓS

EWYNZA é uma plataforma de notícias, emprego, eventos, serviços, dados e mapas da indústria de oil e gas, Moçambique, ENH, INP, MIREME, Bacia do Rovuma, Pande & Temane, LNG, Sasol, Eni, Anadarko, Exxonmobil, Cabo Delgado, Angoche, Inhambane, CBM. A plataforma Ewynza é gerida e da propriedade da empresa Kelelene - Sociedade Unipessoal Lda. Esta é a única e a mais integrada plataforma que oferece informação actualizada sobre o sector energético (Hidrocarbonetos e Energia) em Moçambique e no mundo. A plataforma é o principal elo de ligação entre as empresas operadoras do ramo, empresariado nacional e força laboral.  

Ler Mais