Technip Energies assina MoU de avanço do sector com a NAMCOR

Por: Abudo Omar
Data: 21/10/ 2022
Visualizações: 171


Instalações da Technip Energies (sweetcrudereports)

Centrada na assinatura dos acordos que transformarão o sector energético da África, a African Energy Week, AEW – que decorreu esta semana de 18 a 21 de Outubro – forneceu a plataforma ideal para empresas de energia, governos africanos e financiadores globais para garantir parcerias e acordos de longo prazo.

De acordo com essa agenda, a empresa francesa de engenharia e tecnologia, Technip Energies, assinou um acordo com a National Petroleum Corporation of Namibia (NAMCOR) que fará com que as partes colaborem no desenvolvimento das descobertas de petróleo e gás do país em 2022 feitas pela Shell e TotalEnergias.

Presentes na assinatura estiveram representantes da Technip Energies e da NAMCOR, com o memorando de entendimento (MoU) assinado por Immanuel Mulunga, CEO da NAMCOR e Loic Chapuis SVP Gás e Energia de Baixo Carbono, Technip Energies.

De acordo com os termos do MoU, a Technip Energies ajudará a NAMCOR no desenvolvimento das duas descobertas de petróleo e gás em grande escala do país feitas no início deste ano, fornecendo serviços de tecnologia para ajudar a colocar essas descobertas em operação o mais rápido possível.

“Estamos aqui para assinar um memorando de entendimento histórico entre o governo da Namíbia e a Technip Energies. A NAMCOR assinará em nome do governo da Namíbia. Estamos empolgados com as duas descobertas feitas este ano e queremos começar a discutir com uma empresa de classe mundial como a Technip Energies para ver como eles podem nos ajudar a colocar essas descobertas em operação”, afirmou Mulunga.

“Estamos honrados e entusiasmados em assinar este acordo de parceria para aumentar a nossa presença na África. A Namíbia é um foco chave para nós e o desenvolvimento dessas descobertas se alinha perfeitamente com a nossa agenda como Technip Energies. Estamos muito satisfeitos em compartilhar tecnologia com a Namíbia e sentimos que este MoU será fundamental para melhorar a tecnologia na Namíbia”, afirmou Chapuis.

 

Fonte: Sweet crude reports


Notícias Destacadas

Notícias Recentes