• Entrar / Cadastrar
blog entry

EDM investe na expansão de rede eléctrica

A empresa pública Electricidade de Moçambique (EDM) está a trabalhar na expansão e melhoria do abastecimen to de energia eléctrica nos 33 bairros da cidade de Chimoio, capital da província de Manica.

Para o efeito, arrancaram há dias, as obras de montagem de mais de 70 postos de transformação de energia (PI), um investimento financiado com fundos da EDM com apoio financeiro do Banco Europeu de Investimento, através do Programa de Desenvolvimento Para Acesso a Energia (EDAP).

O delegado da EDM, Eduardo Pinto, garantiu, em Chimoio, que todos os bairros da cidade de Chimoio terão energia de qualidade até Dezembro próximo e o número de consumidores poderá subir consideravelmente.

A EDM possui, actualmente, NO mil consumidores em Manica, cifra que deverá aumentar para 120 mil até finais do corrente ano.

“É um projecto que vai resolver em grande medida, não só aquilo que é a expansão da energia para todas zonas da cidade, mas também melhorar a qualidade. O programa demorou a arrancar por causas burocráticas. Felizmente, o empreiteiro já está no terreno c as obras decorrem sem nenhum problema”, explicou Pinto.

Sem avançar o valor do investimento, Pinto acrescentou que, numa fase inicial os postos de transformação de energia cléctrica serão colocados no bairro Trangapasso, uma zona de expansão, para gradualmente abranger outras áreas.

“Todos sabemos, que para o sucesso deste trabalho é importante a colaboração da população em todas as fases, garantindo, igualmente, a vigilância, porque nesses últimos tempos temos sofrido roubos de cabos de cobre e de outro material cléctrico, causando enormes prejuízos à empresa e aos próprios clientes”, disse.

A fonte afirmou, que todas as sedes distritais da província de Manica já se encontram ligadas à energia eléctrica da rede nacional.

Em alguns distritos decorrem trabalhos de expansão para os postos administrativos, como forma de aproximar, cada vez mais à população,

“No programa de clectrificação aos postos administrativos, temos Honde, que já está encrgizado através da rede nacional. Este junta-se a outras zonas que estão a ser iluminados através da energia da Cahora Bassa. É um ganho para todos e, por isso, vamos prosseguir com a electrificação rural”, acrescentou. (AIM)

Fonte: Jornal Noticias

RELACIONADAS

Comentários

RECENTES