• Entrar / Cadastrar
blog entry

ExxonMobil supostamente vende activos do Mar do Norte por 3,2 biliões

A Exxon Mobil está a finalizar a venda dos seus activos noruegueses no Mar do Norte para uma empresa norueguesa, apoiada pela italiana Eni e por fundos de private equity por cerca de US 4 biliões (3,2 biliões de libras), segundo a Reuters e a mídia norueguesa.

A venda esperada continua o êxodo para as principais empresas de energia americanas da produção de petróleo mais maduras do Mar do Norte, a fim de focar no xisto dos EUA e em outras perspectivas internacionais.

A Exxon Mobil há meses anunciou o seu interesse em vender esses activos.

A Exxon está em negociações de exclusividade para vender os activos noruegueses no Mar do Norte para a Var Energi, uma joint venture na qual a Eni possui quase 70%. A maior empresa de private equity da Noruega, a HitecVision, detém os 30% restantes.

A Exxon Mobil não quis comentar na manhã de sexta-feira passada.

Para a Exxon Mobil, a venda encerraria os seus 125 anos de história na Noruega. A empresa não opera seus campos no Mar do Norte norueguês, mas possui participações em empreendimentos liderados pela Equinor da Noruega e pela Royal Dutch Shell.

A Exxon ainda estará presente na porção britânica do Mar do Norte.

A Var, que está crescendo como o segundo maior produtor da Noruega depois da Equinor, comprou os activos operacionais da Exxon no Mar do Norte da Noruega em 2017.

Actualmente, a Exxon Mobil está a concentrar a maior parte do seu crescimento na produção de petróleo na Bacia do Permiano em expansão no oeste do Texas e Novo México, bem como nos desenvolvimentos emergentes em águas profundas ao largo da Guiana na América do Sul.

Outras empresas, incluindo a Chevron e a ConocoPhillips de Houston, venderam a maior parte dos activos no Mar do Norte nos últimos tempos. Até os grandes players europeus de petróleo, como Shell e BP, venderam grande parte da área cultivada no Mar do Norte, embora esses dois ainda estejam activos em outras partes da bacia.

Mais empresas de capital privado, como a Chrysaor, com sede em Londres, lideram a nova onda de produção no Mar do Norte. Chrysaor comprou recentemente os activos da ConocoPhillips na região.

Fonte: Energy Voice

RELACIONADAS

Comentários

RECENTES