• Entrar / Cadastrar
blog entry

Irão: CNPC abandona o principal projeto de gás

A China National Petroleum Corp. não é mais parceira do maior projecto de gás natural do Irão, e a nação do Golfo Pérsico desenvolverá a Fase 11 do gigante campo de South Pars por conta própria, disse o ministro do Petróleo Bijan Namdar Zanganeh, segundo o serviço de notícias Shana do ministério.

A CNPC foi o único parceiro internacional que restou no projecto, depois que a Total SA da França se retirou no ano passado, quando o presidente dos EUA, Donald Trump, abandonou o acordo nuclear de 2015 e restabeleceu as sanções contra o Irão. A Fase 11 foi o maior projecto de desenvolvimento de infraestrutura com os principais participantes estrangeiros que o Irão organizou após o acordo entrar em vigor.

A empresa chinesa foi "demitida" do projecto, Shana informou, sem fornecer detalhes. A Petropars do Irã assumirá a participação da CNPC e será a única participante da Fase 11, disse Zanganeh a repórteres em Teerão, segundo Shana.

Os pedidos de comentários ao escritório do porta-voz da CNPC em Pequim após o horário comercial normal ficaram sem resposta.

O Irão concedeu à Total, CNPC e Petropars Ltd., um contrato em Julho de 2017 para desenvolver a Fase 11 de South Pars, parte do maior campo de gás offshore do mundo. A Total, que inicialmente detinha uma participação de 50,1%, retirou-se em Agosto de 2018. A CNPC detinha uma participação de 30% no projecto, enquanto a Petropars detinha 19,9%.

As empresas internacionais de energia têm relutado em trabalhar no Irão desde que os EUA reposicionaram as restrições ao país, devido às preocupações de que Washington possa colocá-las na lista negra por se envolver com a República Islâmica. A China continua sendo um dos maiores compradores de petróleo bruto do Irão, apesar das sanções dos EUA.

A Fase 11 produzirá 500 milhões de pés cúbicos por dia de gás até Março de 2020, disse Zanganeh a repórteres no domingo, sugerindo que o projecto está adiantado. Ele deveria começar em 2021, de acordo com uma declaração Total emitida quando foi adjudicado o contrato de desenvolvimento.

O papel da CNPC no projecto era incerto há vários meses. A empresa não realizou nenhuma parte da obra, disse Zanganeh em Fevereiro. Ainda estava em negociações para continuar sendo parceiro até Agosto, segundo o chefe da Pars Oil and Gas Co. do Irão.

Fonte: Energy Voice

RELACIONADAS

Comentários

RECENTES