Angola: Bacias do Congo, Kwanza possuem mais de 500 milhões de barris de petróleo, diz ANPG

Por: Abudo Omar
Data: 15/04/ 2021
Visualizações: 45


Logotipo da Agencia Nacionalde Petroleo (vivenciaspressnews)

Mais de 500 milhões de barris de petróleo estão disponíveis nas bacias onshore do Baixo Congo e Kwanza, para exploração e produção por eventuais investidores nacionais e estrangeiros.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) apresentou, em road show, o potencial existente aos investidores e está disponibilizando todos os dados em termos de poços e sísmica, bem como relatórios de estudos geológicos que vêm sendo realizados ao longo dos anos.

Para este Roadshow, a ANPG está a licitar um conjunto de nove blocos nas referidas bacias, com dados sísmicos adquiridos em 2014 e outros anos anteriores, bem como todos os dados de poços, sem excepção.

São os Blocos CON1, CON5 e CON6 (bacia onshore do Baixo Congo) e os Blocos KON5, KON6, KON8, KON9, KON17 e KON20 (bacia onshore do Kwanza), com licitações referentes ao ano de 2020.

“O que fizemos foi um controle de qualidade de todas as informações que colocamos à disposição dos investidores”, disse o director do escritório de aquisição de dados da ANPG, Lumem Sebastião.

Os blocos localizados maioritariamente em áreas de conservação natural, o seu processo licitatório requer um estudo de acessibilidade, que inclui um estudo de impacto ambiental, o que não é o caso dos blocos offshore, como os das bacias de Benguela e Namibe, que serão licitados em breve.

A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) apresentou, em road show, o potencial existente aos investidores e está disponibilizando todos os dados em termos de poços e sísmica, bem como relatórios de estudos geológicos que vêm sendo realizados ao longo dos anos.

Para este Roadshow, a ANPG está a licitar um conjunto de nove blocos nas referidas bacias, com dados sísmicos adquiridos em 2014 e outros anos anteriores, bem como todos os dados de poços, sem excepção.

São os Blocos CON1, CON5 e CON6 (bacia onshore do Baixo Congo) e os Blocos KON5, KON6, KON8, KON9, KON17 e KON20 (bacia onshore do Kwanza), com licitações referentes ao ano de 2020.

Os blocos localizados maioritariamente em áreas de conservação natural, o seu processo licitatório requer um estudo de acessibilidade, que inclui um estudo de impacto ambiental, o que não é o caso dos blocos offshore, como os das bacias de Benguela e Namibe, que serão licitados em breve.

Fonte: Energy Mix Report


Notícias Destacadas

Notícias Recentes