Lucros do primeiro trimestre da Eni não cumprem as expectativas

Por: Abudo Omar
Data: 03/05/ 2021
Visualizações: 33


Logotipo da ENI (sweetcrudereports)

O grupo italiano de energia Eni planea cindir uma participação minoritária no seu novo negócio de varejo e renováveis ​​no próximo ano, disse a empresa na sexta-feira, após anunciar os lucros do primeiro trimestre que não cumpriram as expectativas.

Várias empresas europeias de energia, incluindo a espanhola Repsol, pretendem alienar partes dos seus negócios de energias renováveis ​​para levantar dinheiro para reduzir a dívida e pagar pela mudança do petróleo e do gás.

A Eni disse num comunicado que planea listar ou vender uma participação minoritária no negócio que inclui energia renovável e vendas de energia no varejo no próximo ano, confirmando um relatório da Reuters de Março.

Analistas da Jefferies disseram que o negócio, que tem 10 milhões de clientes e planea aumentar a geração de energia verde para mais de 5 gigawatts até 2025, pode valer 9 biliões de euros (US $ 10,89 biliões), incluindo dívidas.

No primeiro trimestre, a Eni disse que o seu lucro líquido ajustado saltou quase cinco vezes para 270 milhões de euros (US $ 327 milhões), à medida que os preços do petróleo mais firmes compensaram a produção mais baixa.

O resultado ficou abaixo de um consenso de analistas de cerca de 440 milhões de euros, em parte devido aos fracos preços do gás e margens de refino. O fluxo de caixa operacional caiu 12% para 1,6 biliões de euros.

"Isso é menos espaço para revisões de estimativas em alta de que os pares se beneficiarão com os lucros", disse Bernstein em nota.

Os bloqueios pandêmicos limitaram a demanda de combustível no ano passado, levando grupos de energia como a Eni a conter os investimentos e os retornos.

Mas as empresas de energia da Europa registaram este ano maiores lucros impulsionados pelos preços mais altos do petróleo.

"Conseguimos melhorar as nossas perspectivas para os próximos meses, prevendo uma geração de fluxo de caixa livre em 2021 de mais de 3 biliões de euros", disse o presidente-executivo Claudio Descalzi.

O grupo confirmou a sua meta de produção anual de cerca de 1,7 milhão de barris de petróleo equivalente por dia e disse que vai investir cerca de 6 biliões de euros este ano.

A Eni disse que o seu programa de recompra de acções deve ser retomado com um preço de referência do Brent de pelo menos US $ 56.

Fonte: Offshore Engineer


Notícias Destacadas

Notícias Recentes