Acergy Viking será convertido em propulsão híbrida

Por: Abudo Omar
Data: 03/05/ 2021
Visualizações: 36


Navio Acergy Viking (oedigital)

Eidesvik disse que planea actualizar o seu navio de apoio eólico offshore Acergy Viking com um pacote de bateria e solução de propulsão híbrida, de acordo com os planos do operador de navio norueguês de reduzir as emissões da sua frota em 50% até 2030 e operar sem emissões até 2050.

A conversão do navio de 14 anos será concluída no primeiro trimestre de 2022. Com a propulsão híbrida, o navio de 97,6 metros deverá reduzir o consumo de diesel (MGO) em até 350 toneladas por ano, com a redução correspondente em emissões de CO2 de mais de 1.000 toneladas por ano, disse Eidesvik.

“Eidesvik teve um papel activo no desenvolvimento de uma solução de bateria para navios já em 2006. Esta solução foi posteriormente instalada a bordo do MV Viking Lady, tornando-o o primeiro navio de abastecimento offshore do mundo com uma bateria a bordo”, disse Jan Fredrik Meling, CEO da Eidesvik Offshore ASA.

“Em um estágio inicial, as soluções híbridas foram instaladas principalmente a bordo das nossas embarcações de abastecimento, mas Eidesvik também foi o primeiro com actualizações ambientais semelhantes em várias das nossas embarcações submarinas. Agora estamos particularmente satisfeitos em apresentar a propulsão híbrida também num dos nossos navios com atribuições dentro da energia eólica offshore e energia renovável ”, acrescentou Meling.

No primeiro semestre de 2022, três quartos da frota de Eidesvik operarão com propulsão de bateria híbrida.

No início deste ano, a Acergy Viking renovou o contrato eólico offshore com a Siemens Gamesa Renewable Energy até 2027 e navegará como um navio de serviço para a gigante das energias renováveis ​​nos próximos seis anos.

Fonte: Offshore Engineer


Notícias Destacadas

Notícias Recentes