Imenco lança tecnologia de protecção contra corrosão de corrente de amarração offshore

Por: Abudo Omar
Data: 09/09/ 2021
Visualizações: 370


Anexo de correntes de amarração de ânodos de sacrifício (oedigital)

A Imenco Corrosion Technology (ICT), uma divisão da Imenco, lançou o que diz ser uma tecnologia de protecção catódica de corrente de amarração transformacional, chamada Pacu.

Inicialmente projectado para implantação em correntes de amarração de FPSO, o sistema, diz Imenco, é igualmente aplicável a qualquer sistema de amarração, como aqueles em plataformas eólicas flutuantes ou instalações de aquicultura offshore.

A Imenco diz que a solução, composta da sua pinça Piranha e um ânodo sacrificial montado num suporte integrado, diminui a taxa de corrosão significativamente e prolonga a vida útil dos sistemas de ancoragem.

"Actualmente, a taxa imprevisível de corrosão nas correntes de amarração existentes é amplamente aceita, com substituições caras e demoradas ocorrendo, mas não resolvendo o problema de uma alta rotatividade na vida útil da corrente e as taxas de falhas relacionadas à corrosão dos sistemas de amarração. O produto passou por testes internos e externos significativos e com a mudança da qualificação para a comercialização, os operadores agora podem aproveitar o pacote completo de ICT, incluindo modelagem por computador, teste, instalação e verificação da protecção", disse a Imenco.

De acordo com a Imenco, o Pacu pode ser adaptado às redes existentes.

"A protecção catódica das correntes abre a oportunidade de reduzir as permissões de corrosão, permitindo assim que as correntes mais finas sejam usadas em sistemas novos e de substituição. Isso leva a menos peso e, portanto, menos equipamentos necessários para manuseio, transporte e instalação, reduzindo a pegada de carbono de operações", disse a Imenco.

"Pacu tem várias aplicações na indústria de petróleo e gás, incluindo ancoradouros próximos à costa e estruturas offshore permanentemente ancoradas, mas também em outras indústrias marítimas, incluindo a energia eólica offshore", disse a Imenco.

Fonte: Offshore Engineer


Notícias Destacadas

Notícias Recentes