Diferenças entre Karoon e Pitkin no Peru

Por: Abudo Omar
Data: 22/09/ 2021
Visualizações: 41


Navio sonda Stena Forth (oedigital)

A empresa australiana de petróleo e gás Karoon Energy chegou a um acordo com a Pitkin Petroleum sobre uma disputa relacionada ao Bloco Z-38, na costa do Peru.

Em Maio, a Pitkin Petroleum enviou à Karoon Energy uma notificação sobre a disputa, relacionada ao acordo de operação conjunta do Bloco Z-38, offshore do Peru, no qual as duas empresas são sócias.

O aviso de disputa alegou que a subsidiária da Karoon no Peru, KEI Peru, violou as suas obrigações de entrar na quarta fase de exploração do contrato de licença Z-38 e de perfurar um segundo poço dentro dessa área de licença.

O aviso incluía um pedido para que as duas empresas buscassem resolver a disputa por meio de negociação entre executivos seniores, mas a Pitkin também ameaçava iniciar processos judiciais envolvendo reivindicações por danos estimados pela Picking em mais de US $ 100 milhões.

Na época, a Karoon rejeitou as alegações de Pitkin e disse que pretendia "defender vigorosamente quaisquer procedimentos legais caso fossem iniciados pela Pitkin."

Agora, as duas empresas chegaram a um acordo, onde a Karoon concordou em pagar US $ 9,6 milhões à Pitkin.

"Sob a escritura de liquidação e libertação, sem qualquer admissão de responsabilidade, a Karoon concordou em pagar US $ 9,6 milhões à Pitkin na liquidação total e final de todas as reivindicações da Pitkin e seus associados em relação ao Bloco Z-38", disse a Karoon na semana passada.

Conforme relatado anteriormente, usando o navio-sonda Stena Forth da Stena Drilling, a Karoon em Janeiro de 2020 perfurou o poço de exploração em águas profundas Marina-1 na licença Z-38 offshore do Peru. O poço, o primeiro poço em águas profundas perfurado na área, secou e foi tampado e abandonado.

 

Fonte: Offshore Engineer


Notícias Destacadas

Notícias Recentes