PGNiG polonesa afirma que o gasoduto Nord Stream 2 aumentaria os riscos para o suprimento de gás da UE

Por: Abudo Omar
Data: 25/10/ 2021
Visualizações: 34


PGNiG (oedigital)

O gasoduto Nord Stream 2 aumentará as ameaças à segurança do fornecimento de gás à União Europeia, afirmou a gigante polonesa do gás PGNiG numa apresentação como parte do procedimento de certificação para o operador do gasoduto.

A Polônia, que tomou medidas para reduzir a sua dependência do fornecimento de gás russo, expressou em várias ocasiões as suas objecções ao Nord Stream 2, dizendo que ele fortalecerá ainda mais a posição dominante da Gazprom na região.

"A situação actual no mercado de gás da União Europeia prova a escala dos riscos para a segurança do abastecimento criado pelo projecto Nord Stream 2", disse o presidente-executivo da PGNiG, Pawel Majewski, num comunicado.

"Uma vez que existe capacidade ociosa nos gasodutos existentes, não há necessidade de o Nord Stream 2 aumentar o fornecimento de gás aos Estados-Membros da UE", acrescentou.

O gasoduto, financiado pela gigante russa de energia Gazprom e seus parceiros europeus, deve obter a certificação de um regulador alemão para iniciar as vendas comerciais de gás natural, embora o processo de aprovação possa levar vários meses.

A Rússia disse que o Nord Stream 2, que deve dobrar a capacidade anual de exportação de gás de Moscovo sob o Mar Báltico para 110 biliões de metros cúbicos, pode fornecer alívio ao mercado europeu de gás, que tem lutado contra a oferta restrita e preços crescentes.

Fonte: Offshore Engineer


Notícias Destacadas

Notícias Recentes