Actualizar os sistemas de DP da plataforma offshore poderia cortar as emissões de CO2 em 5.000 t por ano, afirma a ADC Energy

Por: Abudo Omar
Data: 27/10/ 2021
Visualizações: 75


Navio da ADC Energy (oedigital)

ADC Energy, uma empresa de inspecção de plataformas offshore sediada em Aberdeen, anunciou a conclusão de um teste com "um grande proprietário de plataforma" que descobriu que uma actualização dos sistemas de energia de plataformas dinamicamente posicionadas (DP) pode reduzir as emissões de carbono em quase 5.000 toneladas por ano .

"As unidades de perfuração DP típicas operam em configuração de barramento dividido de alta tensão, ou barramento aberto, com os painéis de controle de gerenciamento de energia operando em silos, usando uma filosofia de ilha independente. No entanto, este modo de uma perspectiva de redundância requer mais motores online do que podem estar necessário para as cargas operacionais totais, criando uma saída de emissão potencialmente maior", disse a ADC Energy.

"Ao actualizar os sistemas de gerenciamento de energia da plataforma existentes para permitir o modo de barramento fechado, que une os painéis, isso permite que a usina funcione com menos motores e cargas ideais, fornecendo, portanto, uma fonte de energia mais eficiente", explicou a empresa.

A ADC disse que o seu projecto recente, com uma empresa de perfuração offshore não identificada, destacou que as plataformas DP operando em configuração de barramento fechado podem reduzir com sucesso as emissões anuais de CO2 em 4.800 toneladas por ano - proporcionando uma economia de combustível de $ 620.000 por ano - enquanto reduz as horas de funcionamento do motor em 20%.

"Com a redução do número de motores que precisam estar online de uma só vez, o aprimoramento também oferece aos operadores maior flexibilidade no cronograma de manutenção, o que pode gerar economia potencial de manutenção de até US $ 150.000 por ano", disse a empresa.

"Há uma pressão significativa sobre a indústria de petróleo e gás para descarbonizar os activos actuais e as descobertas do nosso projecto recente destacam efectivamente como as actualizações dos sistemas existentes podem reduzir activamente a pegada de carbono das operações", disse Austin Hay, Director da ADC Energy.

"Reconhecemos que este aprimoramento requer um investimento considerável dos proprietários e operadores de plataformas, mas como o sector continua com os seus esforços para entregar operações mais sustentáveis, este capital é essencial para apoiar metas líquidas zero. Plataformas e embarcações existentes são componentes críticos na transição de energia, e nós já estamos a trabalhar com vários clientes para aconselhá-los durante este processo para garantir que os activos continuem a operar com segurança e eficiência com o mínimo de impacto ambiental," disse Austin Hay.

Fonte: Offshore Engineer


Notícias Destacadas

Notícias Recentes