6ª Rodada de Licenciamento. Empresas devem mitigar danos ambientais, diz governo

Por: Abudo Omar
Data: 25/11/ 2021
Visualizações: 164


Max Tonela (clubofmozambique)

O ministro dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Max Tonela, disse quinta-feira que o governo vai considerar a capacidade de mitigar as alterações climáticas na selecção de empresas petrolíferas interessadas em projectos de hidrocarbonetos no país.

Tonela falava no lançamento do sexto concurso internacional para licenciamento de áreas de exploração e produção de petróleo e gás.

“Estamos totalmente empenhados em realizar um processo aberto e transparente que permita a selecção de investidores por critérios baseados na capacidade técnica, robustez financeira, experiência comprovada no desenvolvimento de projectos de petróleo e gás e que adoptem medidas de mitigação das alterações climáticas”, afirmou.

Salientou que o mundo vive uma era de transição energética que visa acabar com o uso de combustíveis fósseis, mas destacou que o gás natural - que Moçambique possui em grande quantidade - terá um papel instrumental para acompanhar a massificação das energias renováveis, como ainda é "intermitente."

“Pretendemos continuar a promover a pesquisa e a exploração de recursos naturais para alavancar o desenvolvimento social e econômico do nosso país e promover melhores condições de vida para as nossas populações,” disse Max Tonela.

Questionado por jornalistas sobre a relevância do lançamento hoje do sexto edital, enquanto os trabalhos preliminares do quinto ainda estão em andamento, ele disse que o primeiro furo de sondagem das áreas em estudo será inaugurado no primeiro trimestre de 2022.

Tonela lembrou que a pesquisa e a prospecção de hidrocarbonetos "é um trabalho demorado."

A licitação de hoje cobre 16 blocos offshore em águas profundas nas regiões de Rovuma, Angoche, Zambeze e Save, cobrindo 92.000 quilômetros quadrados.

A bacia do Rovuma, sob o fundo do oceano em mar aberto ao largo da costa de Cabo Delgado (norte do país), já tem blocos atribuídos.

Lá foram descobertas algumas das maiores reservas de gás do mundo e começarão a ser exploradas em 2022.

Os resultados do novo concurso, hoje lançado, serão anunciados dentro de um ano.

Fonte: Club of Mozambique


Notícias Destacadas

Notícias Recentes