Ncondezi vê potencial para projecto de energia solar e bateria

Por: Abudo Omar
Data: 10/05/ 2022
Visualizações: 226


Mapa de projecto Ncondezi Energy (clubofmozambique)

A empresa londrina Ncondezi Energy anunciou na segunda-feira que uma revisão interna do seu projecto integrado de energia de 300 megawatts na província de Tete, no oeste moçambicano, descobriu que há potencial para um projecto de energia solar em escala de rede juntamente com armazenamento de baterias.

Em comunicado através da Bolsa de Valores de Londres, a empresa revela que estudos preliminares confirmaram que o local apresenta condições solares favoráveis ??e acesso à rede eléctrica de Moçambique.

Ncondezi argumenta que um projecto solar é viável sem comprometer a entrega do projecto principal da empresa, que é uma usina de 300 megawatts usando carvão da sua mina a céu aberto.

O CEO da Ncondezi, Hanno Pengilly, explica que a empresa continua a trabalhar com o seu parceiro estratégico, a China Machinery Engineering Corporation, no financiamento do projecto principal. No entanto, acrescenta que “os trabalhos de estudo preliminares confirmaram que a área do local do projecto tem um forte potencial para um projecto solar mais armazenamento de baterias com boas condições solares e múltiplos pontos de acesso à rede de Moçambique. Dada a grande área de concessão do projecto, o projecto solar seria entregue sem comprometer o projecto principal”.

Segundo a empresa, o projecto principal “fornecerá 300 megawatts de energia confiável e disponível, ajudando a fechar a lacuna de infra-estrutura da região e servindo como catalisador para o desenvolvimento econômico”. Acrescenta que a electricidade fornecerá energia de carga de base para mitigar a seca e outros fenômenos que fazem com que a produção de energia renovável seja intermitente.

Ncondezi destaca o papel da empresa no cumprimento da estratégia energética do governo moçambicano de fornecer acesso universal à electricidade até 2030. Salienta que a central eléctrica a carvão “será concebida para estar equipada com tecnologias de controlo de emissões de última geração que irão reduzir poluentes atmosféricos, minimizando o impacto da planta no meio ambiente e garantindo o cumprimento dos mais rigorosos padrões de emissão”.

Fonte: Offshore Engineer


Notícias Destacadas

Notícias Recentes